Sistema para gerenciamento de médicos

Na coluna da semana passada, enfatizei a questão do “no pain, no gain” no ambiente da inovação: é preciso resolver uma dor (“pain”) do mercado para ter a possibilidade do “gain”, o faturamento. No caso da startup Health Chess, de São José, a dor que se pretende resolver é a dos médicos. Fundada em 2012, a empresa oferece um sistema de informação e gerenciamento para profissionais de saúde: por meio do celular, o médico pode informar quais procedimentos realizou, além de ter acesso a automatização da gestão financeira, agendamento de consultas e procedimentos, revisão de pendências, entre outras ferramentas.

Idealizada pelo médico anestesiologista Gustavo Luchi Boos e desenvolvida pelos programadores Edimar Chipil (33) e Ezequiel Weingartner Rodrigues (30), o sistema tem hoje 89 clientes, entre médicos, grupo de médicos, clínicas e hospitais e 10 cooperativas médicas da área da anestesiologia. “O objetivo é contribuir para o processo de planejamento estratégico e para a tomada de decisões e avaliação da rentabilidade dos serviços”, destaca Ezequiel.

Por: Fabrício Rodrigues

Fonte:  Acontecendo Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top